Blog

07/03 – 5.ª Noite das Artesanais

A primeira Noite das Artesanais de março ocorreu no Monde Hop na última terça, dia 7. O campeão da noite foi o associado Angelo Augusto Adriano da Silva, 39 anos, aeronauta e cervejeiro caseiro há quatro anos. Como o regime de trabalho dele é feito por escalas, Angelo tem uma certa dificuldade em brassar de forma contínua, mas, sempre que possível, o faz nos períodos de folga; os estilos que mais costuma fazer pertencem às escolas americana, alemã e inglesa. Para o evento, ele trouxe duas receitas bem tradicionais dos EUA: uma American Stout e uma APA — sendo esta última a grande vencedora da noite, o que para ele foi uma surpresa: “Eu apostaria que ganhasse a American Stout, por ser mais carregada de aromas e sabores. Mas o ‘menos é mais’ venceu. Minha APA é single malt e possui apenas dois tipos lúpulos”. Parabéns ao nosso cervejeiro piloto! O segundo lugar ficou empatado (como também ocorreu na edição do evento anterior) entre os associados Lucas Bonancin, que trouxe uma Saison com cardamomo, semente de coentro e anis estrelado, e Ricardo Harmuch, que trouxe uma Berliner de amora feita com levedura selvagem — vide o sucesso das explosões das rolhas! O terceiro lugar ficou a Dubbel de João Carlos Maximiano. Competiram na noite as amostras de estilos Blond Ale (Leo), IPA (Carlos Paiva), American Stout (Angelo), Saison Sour de amora (Harmuch), Saison Wild Ale (Harmuch), Sweet Old Ale (Theossi), Trippel (Francisco) e algo-que-definitivamente-não-possui-estilo-IBU-e-ABV, chamada de Frankestein (Garay). Para encerrar, o mais novo membro da AcervA-PR, Francisco Kaseker, serviu um iogurte (com a textura tipo grego) a base de lactobacilos usados na cerveja servida como calda reduzida de Trippel, ambos feitos por ele. Show, hein, Francisco! Confira as fotos desse encontro aqui. E para quem perdeu essa, tem mais na quarta-feira, 22 de março, no Monde Hop! Aguardamos vocês! (A.B./D.Z.)

07/02 – 3.ª Noite das Artesanais de 2017

Na noite de terça-feira, 7 de fevereiro, ocorreu a Noite das Artesanais no Drakkar Beer & Food promovida pela Acerva Paranaense. Esta edição surpreendeu associados e organizadores pelo número de pessoas que compareceram no evento! No total foram servidas 33 amostras (distribuídas em 1500 copos!), provindas de 25 cervejeiros, associados e não associados. Os presentes puderam degustar os estilos witbier (Erasmo), vienna lager (Tom), weiss (Matulle e Lucas Bonacin), russian imperial stout (Carlão), session IPA (Brunetta, Jonathan, Felipe Lessio), english pale ale (Wilson, João Groger), gose (Lenir/ Erasmo/ Martinez/ Luciano/ Michele), imperial red ale (Ricardo Daldin) AIPA (João Groger), APA (Alan Weiss), golden strong ale (Brunetta), black IPA (Eugênio) dubbel (João Maximiniano e Evandro/ Sérgio), pumpikin ale (Edivan) pumpikin IPA (José Luiz Claudino), berliner weisse de framboesa (Erasmo), IPA (Leandro Negrão), hop weiss (Guilherme Perito), saison de abacaxi (Fábio) e de hibisco (Carlos), stout (Matulle), wee heavy (Lucas Bonacin), blond ale (Leo) e hidromel (Garay). Depois de muitas receitas saborosíssimas (e o grande problema da dúvida em eleger apenas uma única amostra), foi eleita por aclamação a saison brett feita pelo cervejeiro Guilherme Perito, muito lembrada mesmo após tantas outras degustações. Perito tem 26 anos e é advogado; aprendeu a fazer cerveja em um curso de homebrewer na Cervejaria Bodebrown há um ano e meio e decidiu fazer essa receita para agradar o paladar do pai, que gosta bastante das cervejas belgas. Ele se disse surpreso por ter a cerveja eleita, já que a receita vencedora é apenas a sétima receita que fez na vida. Parabéns Guilherme! A Acerva-PR deseja que esse talento perdure em tantas outras brassagens! Também é importante lembrar que o Drakkar Beer & Food, gerenciado por Wilson Galvão, Gustavo Salles e Sinei Galvão, serviu um prato elaborado especialmente para o evento: polenta cremosa com rabada e agrião — os relatos comprovaram que estava divino! Parabéns a todos pela presença! — e, em particular, aos associados Theossi, Garay, Michele, Lenir e Leo por ajudarem muito na distribuição das amostras para todos os presentes, bem como a TODOS que contribuíram para que o evento fosse um sucesso. No ápice, e evento recebeu aproximadamente 60 pessoas. E para quem perdeu essa, não se desespere! Na quarta-feira, 22 de fevereiro, ocorrerá a próxima Noite das Artesanais. Em breve divulgaremos mais informações… Cheers! Confira aqui as fotos na nossa página do Facebook!

10/jan – 1.ª Noite das Artesanais de 2017

Na noite de 10 de janeiro ocorreu a 1.ª Noite dos Artesanais do ano, promovida pela Acerva Paranaense, na CERVEJARIA SAPOPEMBA, em São José dos Pinhais. O evento nada mais é do que uma grande confraternização no qual os associados que produzem cerveja em casa distribuem pequenas amostras de suas produções e recebem importantes feedbacks das mesmas. Para um dos coordenadores sociais da Acerva Paranaense, Lenir Filho, “o evento é um dos principais ambientes de integração entre associados, pois é neste momento em que se trocam informações sobre equipamentos, conversam-se sobre estilos, levantam-se as facilidades dos processos de produção e envase e, principalmente, o que a receita precisa ser corrigida”, enfatizou. Já para Lilian Cristofolini e Carlos Monteforte, proprietários da Cervejaria Sapopemba, receber o evento sempre é prazeroso e rentável. “Sempre procuramos fazer um serviço diferenciado para este evento, contando com um número maior de lançamentos de latas e garrafas e, ainda, com mais torneiras de chope”. Lilian também convidou o Grelha Food Truck, com seus sanduíches diferenciados, para complementar ainda mais a noite. Os estilos que se destacaram foram Sour IPA e Pumpkin Ale (produzidos por Lenir e Michele), IPA (Carlos Monteforte), Witbier (Eugênio Fabian), Wee Heavy e Session IPA (Lucas Bonancin), Quadruppel (Gian e Beto) Witbier e APA (Guilherme), Belgian Blond Ale (Felipe e Danusia), Session com calda de cereja e Weiss com amora (Matulle), Belgian Blond Ale (Leo), “Trapista” (Carlos “Japa”), Session com café (Garay), Wee Heavy (João Bontatt) e Robust Porter com amburana (Jorge). Além do compartilhamento das cervejas produzidas pelos associados presentes, ocorreu a degustação da Pink Oktober Witt, cerveja produzida em outubro de 2016 através da brassagem coletiva feminina promovida por associadas com o apoio da Cervejaria Sapopemba, Acerva Paranaense, Maniacs Brewing Co., Tridentum Brewers Supplies, Comadraria Lulupulinhas, Homebrewers Insumos e Confraria Nacional Mulheres Cervejeiras, por ocasião do Outubro Rosa. A Terça dos Artesanais recebeu cerca de 50 pessoas. Parabéns a todos os envolvidos! O próximo, nominado como “Quarta das Artesanais”, ocorrerá em 25 de janeiro, também na CERVEJARIA SAPOPEMBA, às 19h. Partiu?! Confira aqui as fotos na nossa página do Facebook!